top of page

A nossa ida à TVI


Tudo começou com um telefonema para a nossa Diretora Maggie Ribeiro.

Na chamada diziam que tinham conhecido o nosso trabalho e que gostariam de saber mais sobre aquilo que nós costumamos fazer. Por sua vez, sabendo que a Visiunarte é principalmente um grupo de teatro e inclusão, quiseram saber a história do nosso colega David Pires, que apesar de ter algumas limitações na fala, nada o impede de fazer aquilo que ele mais gosta, teatro e dança.

Assim, juntando estes dois pontos: a Visiunarte e a história de vida do David Pires, fomos ao programa Dois às Dez da Tvi.

Decidimos preparar uma breve apresentação da nossa peça “O Rei do Espetáculo”, não pudemos ir todos porque o espaço assim não o permitia, visto sermos muitos; optou-se por levar as pessoas que estavam no grupo há mais tempo (facilitando assim a escolha) e que sabiam também a coreografia.

A primeira dificuldade que tivemos foi como nos deslocar, visto que não tínhamos transporte próprio, tentámos vários recursos e depois de muito tentar, de várias portas nos terem sido fechadas, já meios a desesperar e desorientados (ora não queríamos levar os nossos jovens em transportes próprios dado o risco que isso poderia gerar), mas certo era que iríamos à TVI, nem que fossemos a pé, como costumamos brincar, porque uma oportunidade destas não se tem todos os dias. Assim conseguimos o apoio do Dínamo Clube da Estação e da Visabeira que nos cederam duas carrinhas, o Dínamo cedeu-nos a carrinha e o valor do gasóleo foi assegurado pelo Município de Viseu e a empresa Visabeira assegurou-nos a totalidade da deslocação.

Os nervos começavam a apertar e todos os dias tivemos de ensaiar para dar o nosso melhor em televisão e tudo sair na perfeição, devemos ter ensaiado 90 vezes uma música de 1.20min.

Assim, saímos rumo aos Estúdios, a viagem foi feita com tranquilidade e ânimo, estávamos muito felizes.

No dia, o David e a Maggie eram os mais nervosos porque tinham de falar e isso trazia uma maior responsabilidade, mas também desempenharam bem o papel.

Ao chegarmos tivemos de esperar uma hora porque chegámos uma hora mais cedo do previsto. Ansiosos, esperámos o bater da hora, e assim que surgiu, fomos apressados para os estúdios. Ao entrar, um mundo novo à nossa frente, o das câmaras, dos programas de televisão, dos atores e dos apresentadores (conhecemos logo vários rostos da televisão). Conseguimos perceber a dinâmica de como funciona um programa de televisão. Seguidamente subimos ao nosso camarim, onde nos preparámos para o grande momento. Quando demos por nós já estávamos dentro do programa a colocar microfones e a preparar tudo para a nossa entrevista e apresentação.

Na verdade, estávamos expectantes de uma coisa muito stressante, e para nossa surpresa foi muito mais tranquilo do que pensámos, o apresentador Idevor Mendonça e a apresentadora Mafalda Castro logo nos colocarem muito tranquilos. O David, apesar de tão novinho portou-se muito bem e a Maggie explicou o conceito da Associação melhor do que ninguém; quanto ao elenco claro que fizeram tudo na perfeição e foi um momento inesquecível para todos, mesmo para aqueles que ficaram em Viseu ansiosos por nos assistir, porque na verdade, eles estavam connosco também.

É bom ter o nosso trabalho reconhecido e este dia ficará para sempre nos nossos corações.

A viagem de regresso foi feita com um sentimento de missão cumprida e muita animação, ora pelo menos um dos nossos condutores, Miguel Costa não deixou música faltar a viagem toda, com imensa alegria!

Claro que temos de sempre deixar claro o nosso eterno agradecimento à nossa atriz e membro da direção Raquel Almeida que era estagiária na Tvi na altura, e assim lhes deu a conhecer a nossa história, pela qual se vieram a interessar!


Autor. Visiunarte






69 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page